descolamento do vítreo

oftalmologia
retina
vitreo
macula
ApresentaçãoApresentacao.htmlApresentacao.htmlshapeimage_1_link_0
 
 
O que é?
olho retina vitreo


A parte interna e posterior do olho é preenchida por uma substância gelatinosa e transparente denominada vítreo, que se encontra em contato com a superfície da retina.


À medida que envelhecemos, o vítreo sofre um processo de liquefação e condensação das suas fibras, que culmina com sua separação da retina. Essa separação é chamada de descolamento do vítreo, também conhecida como descolamento do vítreo posterior.


Em função desses eventos, os pacientes notam subitamente a aparição de sombras móveis no seu campo de visão, de tamanhos e formatos variados (pontos, linhas, teias, etc.), com movimentos flutuantes e rápidos que acompanham os movimentos dos olhos. Essas sombras móveis são denominadas moscas volantes ou “floaters”. Além disso, os pacientes podem perceber flashes de luz no campo visual periférico.


Os principais fatores relacionados ao descolamento do vítreo são: idade acima de 50 anos, miopia, trauma ocular, inflamação ocular e cirurgia de catarata.


Na maior parte das vezes, o descolamento do vítreo se processa sem causar alterações na retina. Entretanto, em alguns casos, o vítreo pode puxar a retina excessivamente e causar rasgos (roturas) na retina, que trazem um risco grande de descolamento da retina.


Como descobrir o problema?


O diagnóstico do descolamento do vítreo é feito com o mapeamento de retina. Durante o exame, é fundamental verificar a periferia da retina para avaliar a presença de roturas retinianas.


Os principais sintomas de descolamento do vítreo são:

-moscas volantes ou “floaters”,

-flashes de luz.


Como prevenir e tratar a doença?


O descolamento do vítreo, apesar do incômodo causado pelas moscas volantes, geralmente é benigno e não necessita de tratamento.


No entanto, pacientes com sintomas de descolamento do vítreo (moscas volantes e/ou flashes de luz) devem ser examinados o quanto antes para verificar o status da retina (se apresenta roturas e se está colada).


Quando ocorre descolamento do vítreo, o risco de roturas na retina é de aproximadamente 15% (1 em cada 6 pacientes).


Nessa situação, as roturas de retina devem ser tratadas o mais rapidamente possível com laser (fotocoagulação) para diminuir o risco de descolamento da retina.

 
descolamento do vítreo

descolamento do vÍtreo

O diagrama à direita é cortesia do National Eye Institute (EUA).